Notícias

 

O DIAP (Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar) divulgou, recentemente, a pesquisa dos 100 “Cabeças” do Congresso Nacional de 2017. Os “cabeças” são parlamentares com capacidade de liderar e influenciar no processo decisório na Câmara ou no Senado.

 

Em tempos de desmonte dos direitos trabalhistas, a pesquisa comprova que essas deformas são contra os trabalhadores e que, de fato, há uma extensa pauta em favor do capital sendo aprovada rapidamente.  O Congresso possui maioria de parlamentares conservadores e empresários servindo uma agenda de flexibilização das relações trabalhistas.

 

Os partidos da base de sustentação do governo Temer – PMDB, PSDB, DEM, PPS, PP, PSD, PV, PRB, PTB, e PR, entre outros – reúnem 62% da elite do Congresso. Destes, o PMDB lidera com 16 nomes nos “Cabeças”, seguido do PSDB, com 13. O DEM está com 7 parlamentares. O PTB tem quatro parlamentares e o PR dois.

 

Já a oposição ao governo,   que tem mostrado resistência aos desmontes, conta com apenas 38% da elite. É liderada pelo PT, com 19 parlamentares, seguido do PCdoB, com 6, e com 4 parlamentares está o PSol. O PDT e a REDE possuem 3 parlamentares cada.

 

A presença feminina no Congresso representa somente 9,28% (64, sendo 52 deputadas e 12 senadoras). Já na elite do Parlamento (Câmara dos Deputados e Senado Federal), elas correspondem a 12% (seis senadoras e seis deputadas).

 

Perceba que a maioria dos influenciadores são de partidos pró capital. São parlamentares operadores-chave do Poder Legislativo cujas preferências, iniciativas, decisões ou vetos – implementados por meio de persuasão, negociação, da indução ou da não-decisão – prevalecem no processo decisório.

 

Como destaca João Guilherme, assessor sindical, em seus artigos: nesse momento de desordem e retrocessos, o movimento sindical dos trabalhadores precisa de unidade, mobilização e eficácia, lutando pela garantia de direitos e avanço para a retomada do crescimento econômico. A união do movimento sindical é uma forte ferramenta de resistência à onda neoliberal instalada pelos patrões.

 

Dessa forma, nós brasileiros precisamos votar com enorme responsabilidade e consciência nas eleições que se aproximam e verificar se estamos dando voz àqueles que estão contra ou a favor da sociedade.

 

 

Confira a seguir quem são os “Cabeças” do Congresso Nacional em 2017:

 

PT (19)

Deputados (11)

Afonso Florence (BA)

Arlindo Chinaglia (SP)

Carlos Zarattini (SP)

Érika Kokai (DF)

Henrique Fontana (RS)

José Guimarães (CE)

Marco Maia (RS)

Maria do Rosário (RS)

Paulo Teixeira (SP)

VICENTE CÂNDIDO (SP)

Vicentinho (SP)

 

Senadores (8)

Jorge Viana (AC)

José Pimentel (CE)

Paulo Rocha (PA)

Humberto Costa (PE)

Lindbergh Farias (RJ)

Paulo Paim (RS)

Gleisi Hoffmann (PR)

Fátima Bezerra (RN)

 

 

PMDB (16)

Deputados (7)

Baleia Rossi (SP)

CARLOS MARUN (MS)

DANIEL VILELA (GO)

Darcísio Perondi (RS)

FÁBIO RAMALHO (MG)

LELO COIMBRA (ES)

RODRIGO PACHECO (MG)

 

Senadores (9)

EDISON LOBÃO (MA)

Eunício Oliveira (CE)

Marta Suplicy (SP)

RAIMUNDO LIRA (PB)

Renan Calheiros (AL)

Roberto Requião (PR)

Romero Jucá (RR)

SIMONE TEBET (MS)

Waldemir Moka (MS)

 

 

PSDB (13)

Deputados (5)

Carlos Sampaio (SP)

Luiz Carlos Hauly (PR)

Marcus Pestana (MG)

Paulo Abi-Ackel (MG)

RICARDO TRIPOLI (SP)

 

Senadores (8)

Aécio Neves (MG)

Antonio Anastasia (MG)

Cássio Cunha Lima (PB)

Flexa Ribeiro (PA)

JOSÉ SERRA (SP)

PAULO BAUER (SC)

Ricardo Ferraço (ES)

Tasso Jeressati (CE)

 

 

DEM (7)

Deputados (5)

Efraim Filho (PB)

José Carlos Aleluia (BA)

Onyx Lorenzoni (RS)

Pauderney Avelino (AM)

Rodrigo Maia (RJ)

 

Senadores (2)

José Agripino Maia (RN)

Ronaldo Caiado (GO)

 

 

PCdoB (6)

Deputados (5)

Alice Portugal (BA)

Daniel Almeida (BA)

Jandira Feghali (RJ)

Luciana Santos (PE)

Orlando Silva (SP)

 

Senadora (1)

Vanessa Grazziotin (AM)

 

 

PP (6)

Deputados (4)

Aguinaldo Ribeiro (PB)

ARTHUR LIRA (AL)

Espiridião Amim (SC)

Julio Lopes (RJ)

 

Senadores (2)

Ana Amélia (RS)

Ciro Nogueira (PI)

 

 

PSB (4)

Deputados (2)

Júlio Delgado (MG)

Tadeu Alencar (PE)

 

Senador (2)

João Capiberibe (AP)

Antônio Carlos Valadares (SE)

 

 

PSol (4)

Deputados (4)

Chico Alencar (RJ)

Glauber Braga (RJ)

Ivan Valente (SP)

Luiza Erundina (SP)

 

 

PTB (4)

Deputados (3)

Alex Canziani (PR)

Arnaldo Faria de Sá (SP)

Jovair Arantes (GO)

 

Senador (1)

ARMANDO MONTEIRO (PE)

 

 

PDT (3)

Deputados (2)

André Figueiredo (CE)

Weverton Rocha (MA)

 

Senador (1)

Acir Marcos Gurgacz (RO)

 

REDE (3)

Deputado (2)

Alessandro Molon (RJ)

Miro Teixeira (RJ)

 

Senador (1)

Randolfe Rodrigues (AP)

 

 

PPS (3)

Deputados (2)

Arthur Maia (BA

Rubens Bueno (PR

 

Senador (1)

Cristovam Buarque (DF)

 

 

PSD (2)

Deputado (1)

MARCOS MONTES (MG)

 

Senador (1)

OTTO ALENCAR (BA)

 

 

SD (2)

Deputados (2)

Laercio Oliveira (SE)

Paulo Pereira da Silva (SP)

 

 

PR (1)

Deputado (1)

JOSÉ ROCHA (BA)

 

Senador (1)

WELLINGTON FAGUNDES (MT)

 

 

PODE (2)

Deputado (1)

ALEXANDRE BALDY (GO)

 

Senador (1)

Alvaro Dias (PR)

 

 

PSC (1)

Deputado (1)

Andre Moura (SE)

 

 

PTC (1)

Senador (1)

Fernando Collor (AL)

 

 

PRB (1)

Deputado (1)

Lincoln Portela (MG)

 

 

PTdoB (1)

Deputado (1)

Silvio Costa (PE)

 

OBS: Os nomes em caixa alta são dos parlamentos acrescentados recentemente entre “Cabeças”.

Hashtags: